A melhor participação da história com 40 medalhas conquistadas. Este foi o saldo da participação da delegação de Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude para estudantes de 15 a 17 anos que terminou neste sábado, 21 em Londrina. Das 40 medalhas  foram 13 de ouro, 11 de prata e 16 de bronze. Ano passado o Estado conquistou 34 medalhas.

Neste sábado (21), ultimo dia de competição, Santa Catarina participou de três finais: futsal masculino, futsal feminino e basquete feminino vencendo apenas o futsal feminino.

O título no futsal feminino veio com a Escola Estadual Leopoldo José Guerreiro, de Bombinhas, que venceu na final por 5 a 0 o Colégio Alvorada, de São Paulo. A campanha das catarinenses foram cinco jogos e cinco vitórias: todas de goleadas com um duplo 7 a 0 e saldo de  25 gols e apenas três sofridos.

O futsal masculino da Escola Estadual Senador Francisco Benjamin, de Tubarão, perdeu por 6 a 4 para o Colégio Amorim, de São Paulo, e foi medalha de prata. A derrota foi de virada, já que os catarinenses chegaram a fazer 3 a 0 e durante a partida ainda perderam um pênalti.

O time do basquete feminino do Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul, não conseguiu suportar o maior volume de jogo do Colégio Amorim, de São Paulo, perdendo a final por 67 a 35.

SC Conquista

37 medalhas nas modalidades coletivas

Não conseguiram classificação o basquete masculino da Escola Estadual Olavo Cecco Rigon, de Concórdia, o handebol masculino da Escola Estadual Presidente Jão Goulart, de Balneário Camboriú. O  handebol feminino da Escola Estadual Valesca Parizotto, de Chapecó, e o vôlei feminino da Escola Etevi, de Blumenau,  acabaram sendo rebaixadas para a segunda divisão da edição dos Jogos Escolares do ano que vem.

Os Jogos Escolares da Juventude começaram dia 12 com as modalidades individuais: atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, natação, tênis de mesa, xadrez e vôlei de praia. Nesta primeira etapa Santa Catarina conquistou 37 medalhas, destaque para o tênis de mesa, que liderados pelos irmãos Enzo e Alexia Nakashima, do Colégio Elias Moreira, de Joinville, conquistou todas as medalhas possíveis: 10 no total sendo sete de ouro.

Quem também foi destaque na primeira etapa foi Luiz Fernando Matias, 16 anos, da Escola Estadual Paulo Zimermann, de Rio do Sul, que bateu o recorde brasileiro do arremesso do peso com a marca de 19m10cm, a melhor da carreira.

Além do tênis de mesa SC foi destaque no Atletismo

Outra que fez bonito para Santa Catarina foi Ludimila Maria Cardosos, estudante da Escola Estadual Onório Miranda, de Gaspar, que com apenas 15 anos, participando pela primeira vez em com pouco mais de um ano e meio de carreira, se tornou a atleta escolar mais rápida do Brasil ao vencer a prova dos 100 metros no atletismo com a marca de 11s87 ou seja, 38 centésimos a mais do recorde da prova.

“Estamos satisfeitos com essa performance”, atesta Luciano Heck, diretor de esportes da Fesporte e chefe da deleção. “Viemos para Londrina com o objetivo de superar as 34 medalhas conquistadas no ano passado e conseguimos”, conclui.

Para o presidente da Fesporte, Osvaldo Juncklaus, Santa Catarina, mais uma vez, fez um bonito papel nos Jogos Escolares da Juventude. “Fomos destaques no tênis de mesa, no atletismo, futsal, tivemos atletas que bateram recordes e ficamos entre os três primeiros em números de medalhas ao lado de Rio de Janeiro e São Paulo. Isso mostra a força do esporte escolar catarinense no cenário nacional e isso é motivo de muita alegria para nós. Agradeço ao Governo de Santa Catarina pelo apoio reservado a esta competição”, finalizou Osvaldo Juncklaus.

Os Jogos Escolares da Juventude são uma promoção do Comitê Olímpico do Brasil (COB). A delegação  catarinense, que participou da competição com 148 atletas, foi é gerenciada pelo Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte com apoio da Secretaria Estadual de Educação.

Fonte: Fesporte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here