Por Antônio Xavier Pereira Júnior          Acadêmico Educação Física Unifacvest

Estamos se aproximando da grande festa do futebol, o auge, onde craques viram lendas e gerações de futebol ficam marcadas tanto para o bem, tanto para o mal. Quando o ponta pé inicial for dado no dia 14 de junho, no estádio Luzhniki em Moscou para a abertura da competição os olhos do mundo se voltarão para o maior evento esportivo mundial junto aos jogos olímpicos.                                     

 

 

Nunca na história das copas tivemos um torneio com tantas seleções com chances de título, vamos falar um pouco sobre elas:

Alemanha: defende o título e vem com a base campeã mundial no Brasil em 2014, e o técnico Alemão Joachim Löw ainda traz renovação no grupo com a garotada campeã da Copa das confederações do ano passado. Destaques: Kroos, Müller, Ozil.

Espanha:Vem de um sonoro 6 x 1 em cima da Argentina, o técnico é Julen Lopetegui que preza por um futebol de posse de bola de toques rápidos, característico do futebol espanhol, é a ultima copa para o gênio Iniesta, alem de uma boa base que vem do atual Bi Campeão da UEFA Champions League o Real Madrid e a melhor zaga do mundo formada por Pique e Sergio Ramos. Destaques: Sergio Ramos, Iniesta, Isco.

França: Vem de uma dura derrota na final da Eurocopa disputada em casa para Portugal com gol na prorrogação. O técnico Didier Deschamps tem um dos melhores elencos, repletos de craques em todas as posições e tem o desafio de fazer essas peças funcionarem em coletivo. Destaques: Mbappe, Griezmann, Pogba.

Argentina: Vem de três vices seguidos, um da copa de 2014 para a Alemanha e duas copas Américas para o Chile, o técnico Sampaoli, tem um elenco bastante limitado e bastantes problemas na defesa de sua equipe, porem uma seleção que conta com Lionel Messi jamais pode ser desprezada.

Portugal: É o atual campeão europeu e conta com “ele” o maior artilheiro da História da Champions League, o atual melhor do mundo Cristiano Ronaldo, dispensa comentários.

Brasil: possui sua melhor geração desde 2006. Tite é um técnico vencedor e extremamente competente e atualizado, Coutinho está voando no Barcelona, Casemiro e Marcelo são pilares de um Real Madri Bi Campeão Europeu, William é referência no Chelsea, Gabriel Jesus empilhando gols no time de Guardiola o City, Alisson levando a Roma para a Semi-Final da Champions, Roberto Firmino é referência no surpreendente Liverpool finalista da Champions, alem é claro dele nosso craque maior Neymar que felizmente se recuperou de lesão e começa aos poucos a adquirir ritmo para chegar bem ao mundial rezemos que ele consiga readquirir o ritmo e a intensidade tão necessária no futebol atual para que o mesmo possa ser a referência técnica de uma seleção brasileira muito forte. Devemos lamentar a lesão do Daniel Alves as vésperas da competição, nos deixando uma lacuna na lateral direita que nem Fagner e nem Danilo podem substituir, cabe a eles surpreender e fazer jus a confiança depositada por Tite.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here