Prova será preparatória para o próximo Dakar, que será disputado totalmente no Peru

Gustavo Gugelmin (E) e Reinaldo Varela (D) estão prontos para o deserto do Peru (Foto: Donizetti Castilho/DFotos)Campeão do Rally Dakar no começo deste ano, Reinaldo Varela (Can-Am/Divino Fogão/Arisun/Blindarte/Norton Abrasivos) realizará nesta semana (14 a 16/9) sua principal preparação para a conquista do bicampeonato com UTV. Ao lado do navegador catarinense Gustavo Gugelmin participará do Desafio Inca, no Peru, já visando repetir o mesmo sucesso na mais difícil e famosa prova off-road do mundo, que será disputada daqui a quatro meses (17/01/2019).

“O Baja Inca será um treino para o Dakar, já que o próximo será inteiramente apenas no Peru. Os principais pilotos sul-americanos e europeus do Dakar estarão participando desta prova, como os últimos campeões”, justifica o piloto Reinaldo Varela. Inclusive o francês Stéphane Peterhansel, conhecido como Mister Dakar por ser o maior vencedor de todos os tempos, com 13 vitórias entre moto e carro, vai competir de UTV, o que enobrece a categoria.

O desafio de Varela/Gugelmin agora será o deserto peruano (Foto: Marcelo Machado/Divulgação)Serão 951 km em três dias de competição, com 525 km de Especiais na província de Pisco, com numerosos tipos de solos, mas com predominância de dunas no extenso Deserto de Ica, com mais de 21 mil quilômetros quadrados, uma superfície que se aproxima ao tamanho da Bélgica. Os competidores largarão do Oasis de Huacachina na sexta-feira (14), para 320 km de prova. Passarão ao sul da região pelas deslumbrantes linhas de Nazca, forma geográfica de vários quilômetros, traçadas no solo na era pré-inca e visível do espaço. No sábado (15) serão mais 316 km, para encerrar a prova com mais 315 km no domingo (16), voltando novamente para Huacachina.

Gustavo Gugelmin (E) e Reinaldo Varela (D) querem repetir vitória do Dakar (Foto: Duda Bairros/Divulgação)
“Vamos para acertar os detalhes, fazer testes durante a semana, ver e conhecer como será a prova. Vai ser uma competição difícil, mas a gente sempre almeja a vitória. Esperamos sair bem afinados e com bom resultado”, planeja o navegador Gustavo Gugelmin.

“Pra gente será muito bom. Quanto mais andamos, mais nos entrosamos e conhecemos o limite de nosso Can-Am Maverick X3. Vamos participar com o mesmo equipamento que utilizamos em nossa vitória no Dakar 2018”, avisa Varela, duas vezes Campeão Mundial de Rally Cross Country com carros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here